Ninguém come carvão
1991 / 14min.

As empresas siderúrgicas de Minas Gerais instalam-se na área do Grande Carajás, no sul do Pará e no Maranhão. Utilizando carvão vegetal de matas nativas para produzir ferro guza, elas vem agravar a devastação e a violência da região.

10.812
Contacts

 

Comentários

Nenhum comentário inserido para este vídeo

   

Comente sobre este vídeo

 
Nome:*:
Email:*:
Comentário:*:
  (*) = Campos obrigatórios
 
 

Equipe VNA

Créditos

Diretor: VINCENT CARELLI, MURILO SANTOS
Edição: VINCENT CARELLI, MURILO SANTOS

Ficha Técnica

Duração: 14 min.
Ano: 1991
Região: Pará/Maranhão
Línguas: Português
Legendas: Português
Cor: colorido
Som: estéreo
Formato de tela: 4/3
Legendas:

Outros Vídeos